Buscar

O que te torna humano?

Era uma vez um avestruz que foi criado em meio a galinhas. Quando ele olhava para o lado não via outros avestruzes, então logo começou a ciscar, andar como uma galinha e até arranhar um cacarejo.


Outra vez tinha uma menina que, abandonada em uma floresta, foi acolhida e criada por uma família de lobos. Já na sua adolescência, ela andava em quatro patas, uivava e até caçava.


Essas histórias me lembram o filme “Eu Sou a Lenda”, em que Will Smith é o único humano sobrevivente em uma cidade tomada pelos zumbis. Ele a todo custo tenta se conectar com outros humanos, e quando os encontra, decide sacrificar a vida pela sobrevivência alheia.



Filme “Eu Sou a Lenda”, com Will Smith

Na bíblia, quando Deus criou Adão ele era “o homem”. Logo Adão se sentiu sozinho, então Deus criou Eva, e agora existia a humanidade.


Esses dias fui à uma cerimônia de reza, na qual rezamos pelo Brasil. Antes de começarmos a rezar, o facilitador falou: “Imagine sua intenção, aquilo que você mais quer. Agora reze para que isso aconteça com o outro. Você não pede para si mesmo, e sim canaliza a energia para que chegue até outra pessoa. O único jeito de canalizar algo é se a energia passar por você primeiro, então quando acontecer com o outro é porque já aconteceu com você”. É dar para receber.


O que avestruz-galinha, menina-lobo, Will Smith, Adão e Eva e rezar pelo Brasil têm um comum? Juntos eles nos lembram que somos aquilo com que interagimos. Se como uma maçã, logo ela se torna meu hálito. Não se nasce humano, torna-se. Eu sou porque nós somos — livres e interdependentes — elos da mesma corrente, gotas do mesmo afluente. Eu não existe sem nós, portanto se quero ser eu devo cuidar do todo, do outro.


O que me torna humano é outro ser humano.



Drawing Hands, M.C. Escher

Tudo que é meu é do outro: o que aprendi até aqui veio dos meus pais, irmãos, familiares, amigos, colegas. A vida é energia: tudo que vai, volta. Respeite para ser respeitado, mate e estará condenado. Quando você marca uma árvore, a árvore te marca.


3ª lei de Newton, saca?


Hermes Trismegisto muito antes de Cristo escreveu as sete leis universais: entre elas a lei da vibração e a lei da reciprocidade. Karma, diriam do outro lado do mundo. Todas a mesma verdade.


Se é assim, que o outro seja meu irmão, e que eu possa servi-lo. Existe propósito maior do que esse, servir? Só o amor cura o ódio, e a cura do outro é a minha cura. Que eu possa olhar nos seus olhos e me reconhecer. O ego é importante, estar aqui é importante, mas eu sei: sou mais que esse corpo, mais que essa personalidade, mais que essa passagem. Que você tenha satyagraha (força da alma) para olhar nos olhos dos próximos cinco seres humanos com quem cruzar e se lembrar do que você veio fazer nessa Terra.


Aí só nos restará um caminho: tornar-se humano ao servir o outro, entregando o melhor de si.

Vamos juntos.

11 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

COMPRAR

SOBRE JULIANO POETA

FOLLOW ME

  • Instagram
  • YouTube
Medium-logo.png

INSCREVA-SE

Nome da empresa: JULIANO POETA, CPF 027.735.350-57 - Endereço Comercial Servidão Pedro Edmundo Bittencourt, 488, Florianópolis - SC.

Telefone para contato: 48 99110-1212. E-mail: oipoetajuliano@gmail.com 

Data estimada da entrega dos produtos: em até 15 dias úteis após a compra.